sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

O Manuel Bandeira Me Disse...

...ali pelos anos 90 eu ia à Lapa encontrar com o pessoal do hip-hop que ficava na praça em frente aos Arcos no escuro fumando maconha, e conversando. de vez em quando apareciam alguns punks. nessa época conheci um poeta. era um coroa branco, barbudo, e um pouco grisalho. ele fazia alguns eventos na Febarj dia de semana, e colocava a gente pra cantar. não dava ninguém. mas o encontro em si, e a troca  de ideias valiam absurdamente. um dia este poeta me disse: para escrever é preciso maturidade! E completou, Manuel Bandeira me disse isso. enquanto ele limpava a barba, eu perguntei: você conheceu o Manuel Bandeira?! não, ele respondeu. eu li! quando terminei o meu primeiro romance me lembrei do que o poeta me disse. pois desde a minha adolescência todas as tentativas de escrever um livro haviam caído num vazio patético. não que a minha vida seja lá muito emocionante... e tenho consciência de que não sou digno da palavra escritor. O ofício sagrado... mas eu acho que quando o Manuel Bandeira me disse isso, ele estiva se referindo ao exercício da escrita...

Nenhum comentário:

Postar um comentário