sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Casal Excêntrico

Ele disse: vamos cair fora dessa escola. Ela disse: é mesmo, esses professores não tem nada para nos dizer, talvez lá fora exista algo mais interessante. Ele parou em frente a uma floricultura. O vendedor não viu nada demais nos dois. Ele disse: hei cara, você pode me dar uma flor para a minha gata? O vendedor da floricultura pensou que uma flor não faria falta. E que eles eram um casal tão bonitinho... Pensou igual uma bicha afetada. Logo após eles entraram numa livraria. Os seguranças da livraria que sempre perseguem os negros como se nós negros só roubássemos livros; não deram a mínima para o casal excêntrico de mãos dadas. Eles entraram. Foram as prateleiras. E nada de interessante por lá, também. Apenas clássicos sem fôlego e empolados. Best Sellers. E vencedores de prêmios sem importância. Queriam alguma coisa que os sacudisse. Mas isso está em falta. Quando os dois saíram da livraria, toda a cidade procurava por eles. Os seus rostos estavam nas tevês e nos jornais. Pegos. Na manhã seguinte ele leu com dificuldade o jornal que dizia: menino e menina de seis anos fogem de escola particular mais cara da cidade.

Um comentário:

  1. O capítulo 22 do livro "Todo mundo é Jhow!", de Delano Valentim II, está disponível para download. Leia algumas páginas do primeiro colocado na categoria romance do "Edital Novos Autores Fluminenses - 2010/2011" da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro: http://www.mobileditorial.com.br/?p=397

    ResponderExcluir