segunda-feira, 11 de abril de 2011

O Mundo Das Mochilas Rosa

Ela tem um olhar clichê, fuma um cigarro da moda clichê e joga a fumaça para o ar que faz um desenho clichê. Ela se vira para o velho da barraca e diz: “Tio me dá um Halls” e o velho vai buscar. O velho some entre os doces para buscar a Halls. Eu passo por aquela rua todos os dias e ouço as suas risadas e gargalhadas. Poses. Telefones que batem fotos e risadas, muitas fotos. A menina levanta o celular acima da cabeça, bate uma foto de si mesma e diz: “Eu sou a mais linda do Big Brother!” E no rosto dela surgem duas covinhas clichê. Todos os aparelhos tiram fotos e tocam músicas, todos eles. Os mais velhos adoram aqueles uniformes das professorinhas que remetem aos anos dourados, quando o máximo para as meninas pobres era ser professora. Existe o mundo das mochilas rosa. Todas elas usam mochilas rosa. Mas agora a escola foi proibida de funcionar à noite, a vizinhança falou que acontecem ali cenas de sexo, drogas e álcool. “A vizinhança falou”, estava escrito assim no jornal. Enquanto me afasto ouço uma menina dizer: “Ah, sua vadia!”

Um comentário:

  1. O capítulo 22 do livro "Todo mundo é Jhow!", de Delano Valentim II, está disponível para download. Leia algumas páginas do primeiro colocado na categoria romance do "Edital Novos Autores Fluminenses - 2010/2011" da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro: http://www.mobileditorial.com.br/?p=397

    ResponderExcluir